20 de jun de 2017

O Segredo Além do Iceberg #5 Um rico louco da cabeça

Olá pinguins! Sejam bem-vindos a mais um capítulo de OSADI! No último episodio de  OSADI, Birt, Dani e Lili, encontraram uma taberna onde conheceram Pintado, que vai levar eles até sua mansão, o que será que acontecera nesse episodio? Tenham uma boa leitura!
E ao voltar seus olhos para o local onde a fera estava, esta não se encontrava mais ali! Um calafrio percorre a espinha de Mujubu. Este logo pega o seu lampião e sai em disparada mata a dentro, Depois de alguns quilômetros percorridos, Mujubu chega a uns 500 metros perto de sua casa. Percebe que á velas acesas, e essas iluminam a janela. Não passa-se muito tempo, e se houve um grito angustiado de uma mulher!
:   -AJUDA-ME!! ALGUÉM! SAIA DAQUI SUA CRIATURA INFELIZ! LARGA-ME! SOLTA! NÃO,NÃO,NÃO!
E se houve uma gargalhada horripilante! Seguida de uma voz forte e enfurecida!
- HAHAHAHAHAHAHA! AGORA NÃO Á MAIS ESCOLHA, SEU PAI QUER ME CONTROLAR! VAMOS VER ENTÃO!
A voz de sofrimento da mulher volta a ser houvida:
- VOCÊ NUNCA VAI CONSEGUIR FAZER ISSO, SUA BESTA FERA! SAI DE PERTO DE MIM! AS GARRAS NÃO, AS GARRAS NÃÃÃÃO! AHHHHHHHHHHHHH!
Mujubu então vê o sangue escorrendo pela parede... Seguido do grito de dor, se houve um um espantoso grito de fúria e o barulho de um animal saindo em disparada pela floresta. Camuflado pela trevas da noite,
Espantado pelo que acabou de presenciar, Mujubu começa a dar passos lentos em direção a sua residência... Chegando lá o velho homem percebe que aquela '' coisa '' não estava mais ali. Então resolve entrar, ao fazer isso se depara com um corpo esquartejado no chão, Mujubu então se aproxima, logo percebe que aquela era sua filha! Mujubu então cai ao chão de joelhos, com os olhos já lacrimejando, e dá um alto urro de dor:
-NÃÃÃÃÃÃÃÃÃO! POR QUE? POR QUE?*choro*

enquanto  isso...
Pintado e o restante do grupo cavalgavam apressadamente para sua casa, foi quando a carroça parou, Birt então olha pela pequena janela da carroça e vê uma enorme casa no meio da mata escura, e logo escuta Pintado falando do lado de fora:
- Chegamos, podem descer.
Quando desceram e olharam ao redor, o pavor tomou conta de seus corações. A casa está em meio a uma mata sem qualquer tipo de iluminação, só contava com a luz da Lua. As árvores eram grandes carvalhos, que ficavam negros com a sombra que a luz do satélite fazia. Pequenos ruídos se houviam ao longe, principalmente o uivo de um lobo. A casa já era velha, feita com madeiras, com janelas empoeiradas e teias de aranha ao longo da sacada. E por fora, dava para se ver os grandes castiçais acessos, iluminando as janelas. Mas o pior de tudo era o silêncio ensurdecedor que aquele lugar transmitia.
Der repente se ouviu um grande ruido na mata, com medo, todos entraram as pressas na casa de Pintado. Que logo abriu as portas para eles.
Quando entraram na mansão , Pintado mostra um quarto para Birt e Dani dormirem, e, uma gaiola para Lili dormir, todos então vão dormir,
Amanhece e o sol brilha, Birt e Dani vão escovar os dentes, Lili, como não podia escovar os dentes, escova o bico.
Pintado leva eles até uma mesa cheia de biscoitos e bolachas, Dani fica alegre, pois biscoito com leite era seu lanche favorito.
Birt pergunta a Pintado:
-Como você tem essa mansão?
-Eu sou dono de uma marca famosa de biscoitos e bolachas, somos uns dos melhores!
-Uau! Parabéns!
Responde Birt.
Lili sussurra no ouvido de Birt:
-Vamos atrás da Sofafi ou não?
-Já vamos! Mas como vamos lá?
-Precisamos pegar o barco.
Pintado interrompe a conversa de Lili e Birt, falando:
-Vamos continuar! Preciso falar com vocês sobre uma coisa que aconteceu comigo.
Eles vão indo para o porão de Pintado, onde há varias coisas quebradas.
Pintado para diretamente para um quadro de um pinguim, e comenta:
-Eu vi esse pinguim e queria encontra-ló, não tenho amigos...Eu tenho ouro! Hahahah!
Birt e Dani olham para a cara de Pintado,  acham ele meio louco da cabeça.
Eles continuam explorando o sótão, até que Lili fala:
-Precisamos de 5 pratas para a passagem do barco,
-Como vamos pegar Lili?
Pergunta Birt.
Logo Pintado responde:
-Cinco pratas? Porque não falaram? Podem pegar lá na minha carteira, está em algum casaco meu!
-Obrigado Pintado!
Responde Birt.
-È um prazer ajudar vocês! Eu e Dani vamos continuar explorando o sótão!
Birt e Lili vão até um armário de Pintado, entram nele, e acham vários casacos, jogados no chão.
Lili comenta com Birt:
-Saudades de quando usava um desses...
-Você foi uma pinguim!?
-Sim, até o dia que ataquei um pássaro, ele era mágico, ele  me amaldiçoou  junto com meus amigos e família,
-Que triste...
-Bem, Sofafi tem uma tesoura que corta a maldição, por isso quero que vocês vão lá, para me ajudar, ela tem a rota para a saida de Edelpenguin.
Então a conversa acaba ali, eles procuram a carteira, acham ela e pegam cinco pratas.
Pintado e Dani andam até um corredor, onde avistam um pinguim, Dani lembra do pinguim do quadro e fala:
-É ele! Fale com ele!
Pintado concorda e vai até o tal pinguim, ele pergunta:
-Qual é o seu nome?
-Meu nome é Dj, e você está na minha casa!
Logo se abre uma porta onde aparece outro pinguim, ele fala:
-Não! Está é minha casa! Propriedade de Lamusta!
Os três discutem até pensarem, que suas casas são tão grandes, que se juntaram  e formaram uma grande mansão, os três viram grandes amigos, Lamusta era dono de uma empresa de café, Dj era dono de uma empresa de leite.
Pintado feliz que havia amigos, fala para Dani e Birt:
-Podem levar o café, leite e biscoitos e bolachas! Boa viagem!
Os três se despedem, e vão até o porto para finalmente, ir para o pasto de Sofafi.
Houve grandes revelações! Lili era uma pinguim! Quem será a família de  Lili?
Será que Sofafi é boa?
È o que será revelado no próximo episodio! Pinguinando!